Viver o Momento Presente

Quando estamos realmente vivendo?


Como podemos viver cada momento com qualidade de presença?


Quais práticas nos ajudam a voltar para o presente?


O que conquistamos quando estamos vivendo o momento presente?


O único instante em que existimos é agora.
No único lugar onde vivemos: nosso corpo.

É comum a gente usar o tempo se preocupando com o futuro ou se lamentando pelo passado. Desta maneira a gente foge de viver o presente.


Mas…

Porque fugimos do presente?


Normalmente porque não gostamos do que está existindo no presente.


  • não querer sentir dor no corpo ou na alma

  • não gostar de estar preso em casa

  • brigar com a mãe ou dos irmãos por terem formas diferentes de ver a vida


Aí colocamos a culpa no Passado:


“porque eu nasci nesta família, onde meu pais não me deram carinho”

“aquele trabalho me deixava muito estressada”

“fui uma idiota por ter aquela atitude”


Ou viajamos para o Futuro buscando uma certa sensação de controle ou de segurança em um futuro melhor e mais feliz.


“quando eu tiver minha casa própria vou me sentir livre”

“quando a pandemia passar, vou ficar tranquila”

“quando eu puder sair de casa, vou fazer atividade física"


Percebe que acabamos vinculando uma situação futura à alguma sensação que desejamos ter?


Quando vivemos o Presente?

Neste instante.


Então te convido a experimentar observar-se…


Simplesmente percebendo o que está acontecendo em Ti neste instante.


Se perguntando:


“Quais sensações estão existindo no meu corpo?”


“Tem algum sentimento morando em mim?”


“E os pensamentos?”


Podemos tomar consciência de tudo que está existindo neste instante, sem querer que nada seja diferente do que é.


Apenas observando.


Pode ser que seja algo tãaao simples ou que seja até gostoso.


O que você percebe aí?



O que acontece no nosso corpo quando estamos no momento Presente?

E quando não estamos?


Falo sobre isso no vídeo:




O que acontece no nosso corpo quando estamos no momento presente?


Vamos entender o que acontece quando não estamos no momento presente, ou seja quando estamos com pensamentos no passado ou no futuro, que é a maioria do tempo.


E ainda, práticas que nos ajudam a voltar para o presente.


O corpo é uma máquina maravilhosa e tem mecanismos incríveis de adaptação que mudam de acordo com nossos estados emocionais, e com nossos pensamentos.


No livro “la biologia del presente'', Sergi Torres que é um grande explorador do momento presente junto com David del rosario que é neurocientista trazem com clareza o que acontece no corpo no momento presente.


Primeiro é preciso compreender que temos um sistema que nos rege chamado de sistema nervoso autônomo, ele é como se fosse nosso relógio inteligente, sabe a hora de acordar então libera hormônios para que a gente fique mais desperto, que envie sangue para os músculos pois precisamos caminhar e nos movimentar.


Na hora do almoço esse relógio vai dar a informação para que liberem os hormônios da digestão e o sangue vai para as vísceras abdominais como estômago e intestino. Nesse momento pode dar uma certa sonolência.


Depois o sistema ativa de novo para mais atividades e ao anoitecer ele começa a baixar para que tenhamos uma boa noite de sono. Nesse momento a galera da faxina entra em ação e o corpo vai se curar, limpar as impurezas.


Assim acontece se o relógio está bem regulado.


Quando passamos por situações de perigo esse relógio gera uma reação rápida para que a gente saia correndo diante uma ameaça, não escorregue num local íngreme ou que tenhamos uma reação rápida ao volante para evitar algum acidente de trânsito.


Sabe quando o coração parece que vem parar na boca?


Essa é uma reação rápida do sistema nervoso autônomo, é também chamado de reação de luta ou fuga.


Isso é maravilhoso, sinal que está funcionando.


Mas o que acontece é que este sistema reage aos nossos pensamentos como se fossem reais.

Portanto se eu penso:


“Amanhã tenho que ir no mercado,

resolver os problemas da empresa,

ter aquela conversa difícil com fulano”


O corpo vai reagir como se tudo isso estivesse existindo no momento presente.


Acelera o coração, os olhos arregalam, os músculos se contraem, porque é como se eles tivessem que lutar ou sair correndo pra dar tempo de fazer tudo.


O intestino trava, fica com dor no estômago, insônia…


Isso acontece diante de pensamentos de passado e de futuro (vou deixar aqui o link para os textos onde eu falo do que nos prende ao passado e o que nos leva para o futuro).



Mas Laís, estas reações também podem acontecer no momento presente?


Sim, podem acontecer. Mas quando acontecem diante de uma situação real, o próprio corpo pode se encarregar de liberar.


Ou quando a situação é muito traumática, pode ficar guardada a memória no corpo daquele trauma e situações pequenas podem desencadear grandes reações, no caso de acidentes de carro, moto, bicicleta, queda de alguma altura, cirurgias, situações de abuso.


Nestes casos podemos usar a Experiência Somática que trabalha a cura de traumas.



Ok, mas então como está o corpo no momento presente?


Bom, experimente colocar a atenção em ti!

no seu corpo!


No presente, quando os pensamentos acalmam e a atenção vem para o corpo.


  • Os músculos começam a relaxar, ombros, mandíbulas...

  • A respiração fica mais profunda e ocupa mais lugares no corpo.

  • Pode ser que você escute alguns barulhinhos do intestino funcionando.

  • Pode ser que surja um bocejo.

  • A visão deixa de ser focada e passa a ser mais ampla, também chamada de visão periférica, conseguimos admirar mais a beleza das coisas.


Várias vezes que eu atendi os pacientes acontece isso:

a pessoa chega da rua super agitada, aí conversamos, fazemos a consulta, ela volta a presença e na hora de sair, começa a perceber os detalhes, elogia um quadro, uma paisagem, algo que nem tinha reparado antes.


Esses hormônios que são liberados, contam para o nosso sistema que neste momento não há perigo, que é possível relaxar.


É nesse momento que o corpo aumenta a capacidade dele de se curar de alguma doença ou de alguma dor. chega mais sangue onde precisa, a imunidade aumenta.


O que você percebe aí no seu corpo?


Me conta aqui nos comentários.



Como podemos então estar no momento presente?

Quanto mais a gente tomar consciência do que nos tira do presente pode ajudar, por isso vale a pena assistir os vídeos onde eu falo do passado e do futuro.


Depois, é preciso voltar a atenção para o corpo.


Já que o corpo está existindo aqui e agora. então tudo que você faça que movimento seu corpo pode ajudar.


Outra forma são as atividades físicas- muitas delas exigem concentração, por exemplo jogando beach tennis eu preciso estar atenta com as bolinhas, se vier um pensamento, me perco e a bolinha sai da quadra.


Yoga traz um convite à percepção corporal gigantesco..


Fazer atividades manuais de artesanato, pintura, desenhar ou pintar mandalas por exemplo. eu gosto de fazer crochê, fico ali respirando em cada ponto.


Para algumas pessoas o momento de cozinhar é quando a cabeça para.


A meditação é uma ótima forma que a gente pode fazer e usar para treinar, desligar a mente e trazer a atenção para o corpo- o único “lugar” em que vivemos.


Inclusive tem uma playlist de meditações no meu canal do youtube, que você pode experimentar..



E você?

O que te ajuda a acalmar seus pensamentos?


Me conta aqui qual insight você teve com este post?


Fique à vontade para compartilhar e espalhar essa semente por aí.


Que a gente continue construindo um mundo mais vivo a partir de nós!


Para o nosso bem e o bem do todo.


Beijo,


Laís




Prática para experimentar o Momento Presente no corpo:




Minha história...


Ouvi falar sobre “Momento Presente” ainda quando era criança, aos 15 anos fui para Itália num encontro de Jovens por Um Mundo Unido, guiados por Chiara Lubich, uma italiana que falava muito sobre “Viver o Presente”.


Ela plantou as primeiras sementes em mim…


Ainda nessa época comecei a praticar Yoga.


Embora eu soubesse da importância de Viver o Momento Presente e quisesse fazer isso, eu era uma adolescente cheia de pensamentos e muuuito ansiosa.


Nas aulas de yoga, pude perceber os pensamentos que ficavam me atordoando:


  • “será que a aula vai acabar?”

  • “tenho que contar o que aconteceu pra Lyginha”

  • “quem será que vou encontrar no clube?”


Eu achava horrível aquilo, mas hoje reconheço que foi um grande passo tomar consciência dos pensamentos.


Sempre no final da aula estavam um pouco mais calmos.


Recebia e-mails diários com alguma frase de Chiara sobre o momento presente e eu repetia como se fossem mantras:


  • “viva o momento presente”

  • “viva o momento presente”

  • “viva o momento presente”


Mas o que pude perceber ao longo dos anos é que não basta querer viver o momento presente apenas com a cabeça (mente).


É preciso experimentar toda a experiência que está existindo no presente com os sentidos, para além dos pensamentos.


As vivências de constelação familiar e os movimentos essenciais me ajudaram a assumir o meu lugar na vida, o que facilitou o relaxamento da mente.


Durante os 3 anos de formação em Experiência Somática pude liberar muitos traumas que fazia com que meu corpo ficasse anestesiado e fui acordando a Vida em mim.


Também fiz muitas vivências xamânicas, danças, esportes diferentes, canto, artesanato...


Hoje percebo que as práticas corporais vinculadas ao autoconhecimento nos ajudam a viver cada momento com qualidade de presença!


Como é na sua vida??


Com amor,


Laís




Arte e Fotografia: @fabriciosena.img