A Dor é um grito de socorro da alma…

Na cabeça, nas costas, no estômago, onde for, a Dor está te cutucando e falando: “PARA, me escuta, me olha” Quando a gente chega perto dela, como uma criança birrenta que está no canto do quarto e olhamos nos olhos dela, podemos ver além…


Descobrimos que no fundo, aquela dor é nossa ALMA PEDINDO AJUDA.


Imagine que a alma é como a LUZ de um abajur, linda e brilhante, mas ao longo da vida a gente vai colocando tecidos em cima desse abajur.


Esses tecidos são:


  • medos de ser inadequado, insuficiente, incapaz

  • exigências de “ter que” ser do jeito que os outros acham que é certo

  • crenças e mais crenças que nos prendem a padrões e nos afastam da nossa essência.


Como fica a luz com tantos tecidos em cima dela?


Apagada, opaca, sem brilho…


Assim ficamos na vida, vamos:


  • empurrando com a barriga

  • desanimados, sem brilho nos olhos

  • cansados, esperando o final de semana


Mas ainda bem que existe a DOR, ela chega muitas vezes dando um pontapé, outras vem de mansinho dando pequenas cutucadas.


É a alma dizendo:


“Tira esses “tecidos”, você é muito mais do que isso que acha que é, deixe sua Luz brilhar!”



Quando a gente ouve ela, podemos agradecer a Dor, tirar essas camadinhas aos poucos para que possamos Viver com mais brilho e leveza a cada instante.


Faz sentido pra você?


Já passou por alguma dor que te deu um chacoalhão?


Conta ai…


Seguimos conectados!


Com amor, Laís


0 visualização0 comentário